ADOLESCÊNCIA

1. O que é adolescência?

 

Adolescência é a fase de transição entre a infância e a vida adulta, marcada por crescimento e desenvolvimento biopsicossocial de grande importância. É o período da vida humana em que o corpo atinge o máximo de suas potencialidades.

2. Que faixa etária corresponde à adolescência?

10 a 20 anos incompletos.

3. Qual a diferença entre adolescência e puberdade?

Puberdade corresponde ao componente biológico das transformações características da adolescência, compreendendo o período desde o aparecimento dos caracteres sexuais secundários até o desenvolvimento físico completo, parada do crescimento e aquisição de capacidade reprodutiva. A puberdade se dá, portanto, durante um período da adolescência.

4. Que modificações orgânicas ocorrem na adolescência?

- Crescimento pôndero-estatural

- Desenvolvimento esquelético e muscular

- Modificação na quantidade e distribuição de gordura corporal

- Desenvolvimento do sistema cárdio-respiratório e aumento da força e resistência

- Desenvolvimento do aparelho reprodutor

5. O que é estirão do crescimento?

Estirão do crescimento é o nome que se da ao crescimento estatural extremamente rápido, característico da adolescência. È o único momento na vida extra-uterina em que o individuo apresenta um fase de aceleração( aumento da velocidade) do crescimento.

6. Como se dá o crescimento estatural do adolescente?

O estirão do crescimento inicia-se nos membros, seguindo um direção distal-proximal. Ou seja, o crescimento acontece nessa ordem: pés e mãos, penas e antebraços, coxas e braços...Mas atenção! O crescimento do tronco, apesar de posterior ao dos membros, é o que mais contribui com o ganho estatural, estando aumentada a relação tronco/membros.

7. Como se caracteriza o desenvolvimento do tecido adiposo na adolescência?

Acumula-se tecido adiposo dos 8 anos de idade até o início do estirão puberal, quando há um decréscimo progressivo do depósito de gordura. A adiposidade do adolescente atinge valores mínimos quando é máximo seu desenvolvimento músculo-esquelético.

8. Como se dá o desenvolvimento sexual nas meninas?

A primeira manifestação de puberdade é geralmente o desenvolvimento do broto mamário (telarca), que ocorre em média aos 9,7 anos. O crescimento de pelos pubianos (pubarca) deve ocorre ainda no mesmo ano, enquanto desenvolvimento de pelos axilares e glândulas sudoríparas(adrenarca) acontece mais tardiamente (média de 10,4 anos). A menarca(primeira menstruação) ocorre em geral 2,5 anos após o surgimento do broto mamário e logo após o PVC.

9. Qual a ordem dos eventos puberais do sexo masculino?

O primeiro sinal de puberdade masculina consiste no crescimento dos testículos e escroto (geralmente não percebido pelo adolescente), em torno de 10,9 anos. Após um ano começa a aceleração do crescimento peniano. O desenvolvimento de pêlos faciais e axilares ocorre mais tardiamente (12,9 e 14,5 anos respectivamente). A espermaca (primeira ejaculação) parece ocorrer por volta dos 13 anos.

10. O que é ginecomastia puberal?

No sexo masculino também há desenvolvimento das mamas, com o aumento do diâmetro e pigmentação da aréola. Já a ginecomastia (que ocorre em cerca de um 1/3 dos adolescentes) se caracteriza não só pelo desenvolvimento aréola, mas pelo aumento do tecido mamário. Geralmente inicia-se unilateral, medindo 2 a 3 cm de diâmetro, consistência firme, móvel, não aderente à pele, podendo ser doloroso. Na maioria das vezes desenvolve-se em 1 a 6 meses e regride espontaneamente em 6 a 18 meses. Sempre que a ginecomastia se desenvolver antes do inicio da maturação sexual ou após o término desta, devemos pensar em uma patologia de base.

11. O que se entende por Síndrome da Adolescência Normal (SAN)?

A SAN constitui um conjunto de características do desenvolvimento psico-emocional do adolescente que são normalmente esperadas durante essa fase da vida. São elas: busca de si mesmo, separação progressiva dos pais, tendência grupal, evolução da sexualidade, desenvolvimento de pensamento abstrato, capacidade de fantasiar, necessidade de intelectualizar-se, crises religiosas, vivência temporal singular, atitude social reinvidicatória, manifestações contraditórias de conduta e flutuações de humor.

12. Quais fases da adolescência?

Inicial (10 a 14 anos): Nessa fase há intensa reformulação da imagem corporal, iniciando-se a busca pela identidade. Ocorre a passagem do pensamento lógico e concreto para abstrativo e hipotético-dedutivo. Na evolução da sexualidade destaca-se a atividade masturbatória.

Média (15 a 16anos): Nessa fase continua a separação progressiva dos pais e é forte a vinculação com o grupo. Comportamentos de risco se originam da necessidade de experimentar o novo e desafiar o perigo. Desenvolve-se o julgamento crítico e ocorre a busca de novos valores.

Tardia (17 a 20 anos): Há consolidação da identidade, separação final da família e o assumir de responsabilidades e papéis adultos. A identidade sexual de estar estabelecida e as relações, mais maduras e estáveis.

13. Em relação às características físicas, como podemos dividir os adolescentes?

Adolescentes que ainda que não entraram no estirão do crescimento: Crescem em ritmo lento, de 5 a 7 cm /ano e 2 a 3 Kg /ano.

 

Adolescentes em pleno estirão do crescimento :há predominância de crescimento ósseo acelerado, apresentando-se desproporcionados e desarmônicos fisicamente.

Adolescentes que já passaram pelo estirão do crescimento: estão em fase de desaceleração progressiva do ganho estatural.

14. O que se entende por homossexualismo transitório?

Na adolescência, fase muito conturbada, não é nítido o contorno que separa a homo da heterossexualidade, sendo comum a curiosidade pelo corpo do outro, contato e manipulação entre indivíduos do mesmo sexo sem que isso determine a escolha definitiva da identidade sexual.

15. Como deve ser feita a consulta do adolescente?

À principio a entrevista deve ser feita com o paciente e sua família, momento fundamental para se compreender a estrutura e dinâmica familiares e elucidação de detalhes importantes. Em seguida, o adolescente deve ser atendido sozinho a fim de oferecer-lhe um espaço para que aborde aspectos sigilosos que o estejam afligindo, esclarecendo dúvidas e expondo sua percepção sobre o que está acontecendo com ele.

Fonte: Almir de Castro Neves Filho e Ericka Becker