DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR: COMPORTAMENTOS E ATITUDES

 

DE 09 A 12 MESES

 

ALIMENTAÇÃO

HIGIENE

SONO

LINGUAGEM

MOTRICIDADE

RELACIONA-MENTO

COMO É A CRIANÇA? 

Já desenvolveu seus gostos e preferências. Quer participar nas refeições.    

Continua o processo de individualização. A criança se diverte brincando com seu próprio corpo. Quer mover-se pela casa.  

Necessita segurança na hora de dormir. Movimenta-se muito.

Vocaliza tentando imitar o que lhe dizem. Entende gestos e palavras. Imita voluntariamente ações simples. Expressa sentimentos com beijinhos e abraços. 

 

Fortalece os músculos da deambulação. Seu passatempo favorito é jogar e soltar coisas.Aprende coisas com os jogos de imitação. 

A criança está em uma etapa muito inquieta. Mexe em tudo, é curiosa, se movimenta e deve-se ter paciência para ensiná-la e para evitar situações de zanga ou perigosas. 

ATITUDE MATERNA E DA FAMÍLIA

Tomar em consideração seus gostos na hora de preparar a comida, sem que isso signifique desequilibrar a dieta. Deixá-la agarrar a comida com as mãos, colher e copo; servir porções pequenas para evitar que caiam e sujem. Que participe da mesa familiar.

Continuar as recomendações anteriores. Ainda não é época para tirar as fraldas. Tentar fazê-lo pode causar danos emocionais e atrasar a aprendizagem.

Continuar com as recomendações anteriores. Observar se tenta passar por cima da grade do berço. Nesse caso, baixá-la e colocar um colchão no chão, ou usar uma cama comum. Estabelecer um horário.   

Chamar os objetos sempre pelo mesmo nome; não falar com ela usando linguagem de criança e dar-lhe ordens simples (pega, me dá) a ajudam a formar e associar a linguagem com objetos e sintuações.  

Deixá-la explorar; não deixar objetos valiosos ou perigosos ao seu alcance. Ensiná-la a dar passinhos. Não é conveniente usar o andador. Usar o chiqueirinho com moderação. Deixá-la explorar. 

Estar presente quando brinca. Os tons de voz, os olhares e os abraços, são “ferramentas” adequadas para guiá-la em seu comportamento.

 

                                                               Fonte: CLAP, 1996

 

 

 

 

 

 

DESENVOLVIMENTO DOS 9 AOS 12 MESES

 

 

            Busca e consegue ficar em pé e dar os primeiros passos com apoio, geralmente nos móveis. Também começa a procurar objetos, mesmo quando fora do seu campo visual.Aperfeiçoa o pegar coisas, aprimorando o movimento de pinça entre o polegar e o indicador. Já se torna capaz de empilhar dois cubos. Gosta de brincar atirando e soltando os objetos. Começa a indicar as coisas com o dedo, definindo gostos e preferências, inclusive na comida. Mas também começa a explorar coisas com o dedo, enfiando-o em frestas, buracos, brinquedos, aparelhos elétricos (cuidado), tomadas.

            É uma fase em que a criança é muito irrequieta , toca tudo, quer andar por tudo, é curiosa, imita voluntariamente  ações e gestos simples: bater palmas, dar adeus, etc. Parece sempre que deve realizar muitas atividades. Necessita de segurança ao deitar para dormir, tem um sono muito agitado, movimenta-se muito.

O que fazer: Na alimentação, procure levar em conta os gostos da criança, mas não exclusivamente. Deixe que tente se alimentar com a colher, que comece a usar o copo, não importa que se suje, mas que aprenderá mais depressa a alimentar-se sozinha e mais adequadamente . Sirva-lhe porções pequenas, para que não enjoe e que não esparrame muito, e repita-as, se necessário.

            Continue a brincar durante o banho. Continue dando os  nomes, sempre os mesmos, às partes do corpo, aos objetos e às pessoas, não fale de forma infantilizada com ela. Dê-lhe ordens com frases curtas e simples e deixe que as cumpra, tenha paciência. Deixe que explore o ambiente engatinhando  ou caminhado com  apoio, ajude-a a dar seus primeiros passos sem forçá-la, respeite seus receios; cuidado com as quinas, as quedas e as escadas, mantenha uma supervisão atenta embora aparentemente  distante, defina-lhe os limites sem castigá-la. Participe de suas brincadeiras; seu carinho, os abraços, os olhares e os incentivos são fundamentais para que a criança possa orientar seu comportamento. Mantenha os hábitos ao dormir, estabeleça um horário. Se a criança já  sobe nas grades, podendo cair, passe a fazê-la dormir  em uma cama.

            Não comece a treiná-la no piniquinho, ela ainda não é capaz, poderá parecer um castigo, o que dificultará o futuro aprendizado do controle sobre o xixi e o cocô.                                            

                                               Adaptado, Programa de Educação em Saúde, SBP

Importante

com  10 meses- COMPREENDE O NÃO

com 11 meses- Fica com receio de situações, objetos e barulhos (medo do escuro, de aspirador de pó, etc…). Na medida do possível, tente eliminar as fontes destes medos; use a comunicação para reduzir estes receios