Quais vacinas que o adolescente deve tomar? 

-dTpa (difteria, tétano e coqueluche) –

Protege contra Difteria (crupe), Tétano e Coqueluche (tosse comprida).

É constituída por uma combinação das toxinas inativadas do tétano e da difteria (em menor quantidade que na DTP) e de produtos purificados da bactéria que causa a coqueluche (em menor quantidade que na DTPa). Essas modificações na composição permitem que vacina possa ser aplicada com segurança nos adolescentes e adultos. Essa dose deve ser dada entre 14 e 16 anos de idade, ou seja, dez anos após a vacina DTP ou DTPa, administrada entre 4 e 6 anos de idade. Dependendo de indicação do médico, poderá ser substituída pela vacina dTpaIPV, que adiciona a proteção contra a Poliomielite. Essas vacinas não estão disponíveis no calendário do adolescente no sistema público.

-Meningocócica ACW135Y –

Amplia a proteção contra outros Meningococos (A, W135 e Y) além do tipo C, que estão entre as bactérias que mais causam meningite e que tem grande capacidade de propagação entre indivíduos. A vacina é feita de componentes da parede dessas bactérias. O reforço nessa idade é importante para tentar manter níveis de anticorpos protetores adequados para proteção contra esses Meningococos. Essa dose deve ser dada a partir dos 11 anos de idade. Não está disponível no sistema público, apenas no privado.

 

-Vacina contra o HPV –

A infecção pelo HPV (Papilomavirus Humano) é responsável pelo câncer do colo do útero e pelas verrugas genitais ou condiloma. A vacina contém apenas o envoltório do vírus HPV sem o seu material genético. Existem duas vacinas, indicadas a partir de 9 anos de idade. Uma contém os HPV 16 e 18 e está indicada para meninas, num esquema de doses com intervalos de 0, 1 e 6 meses. A outra contém os HPV 6, 11, 16 e 18 e está indicada para meninas e meninos, num esquema de doses com intervalos de 0, 2 e 6 meses. Idealmente, devem ser aplicadas antes do início da atividade sexual. O sistema público anunciou em julho/2013 que disponibilizará essa vacina HPV 6, 11, 16 e 18 a partir de 2014. A escolha da vacina no sistema privado dependerá da indicação do médico.

 

-Varicela ou catapora –

Protege contra Varicela ou catapora (doença febril acompanhada por vesículas na pele e pode causar pneumonia grave, encefalite e infecções graves na pele). A vacina é produzida com vírus vivos atenuados. A imunização está indicada para os que não foram vacinados e não tiveram catapora anteriormente e deve ser feita em duas doses com intervalo mínimo de três meses em menores de 13 anos e mínimo de um mês em maiores de 13 anos. Não está disponível no sistema público para adolescentes.

 

-Hepatite B –

É a vacina que protege contra a Hepatite B, uma doença que pode ser adquirida em qualquer momento da vida e causar cirrose e câncer do fígado. Ela é produzida por engenharia genética, sendo constituída por apenas uma “pequena parte” da superfície do vírus que causa a doença. É muito segura e eficaz. Para adolescentes ainda não imunizados deve ser administradas em três doses (esquema 0, 1 e 6 meses de intervalo) por injeção intramuscular para garantir proteção adequada. Está disponível no sistema público. Alternativamente, para adolescentes também não imunizados para Hepatite A, está disponível no sistema privado uma vacina combinada para Hepatite A e B, que pode ser aplicada no esquema de 0 e 6 meses de intervalo para menores de 16 anos e no esquema 0, 1 e 6 meses de intervalo para maiores de 16 anos.

 

-Hepatite A –

A vacina que protege contra a Hepatite A, uma infecção viral que pode causar icterícia e inflamação aguda e potencialmente grave do fígado. É constituída pelo vírus da Hepatite A inativado. Para adolescentes não imunizados deve ser administrada em duas doses (esquema 0 e 6 meses de intervalo). Alternativamente, para adolescentes também não imunizados para Hepatite B, está disponível no sistema privado uma vacina combinada para Hepatite A e B, que pode ser aplicada no esquema de 0 e 6 meses de intervalo para menores de 16 anos e no esquema 0, 1 e 6 meses de intervalo para maiores de 16 anos.

 

-SCR (sarampo, caxumba, rubéola) –

Protege contra três infecções virais: Sarampo (doença febril acompanhada por manchas vermelhas na pele e que pode causar pneumonia, diarreia e morte); Caxumba (inflamação da glândula parótida, também chamada de papeira); Rubéola (doença acompanhada por manchas vermelhas na pele e que pode causar surdez, cardiopatia e alterações oculares no feto). A vacina é constituída por vírus vivos atenuados. Para adolescentes não imunizados a vacina deve ser feita em duas doses com intervalo mínimo de 30 dias.

Influenza ou Gripe - reforço anual

Protege contra o Vírus Influenza, responsável pela Gripe, que pode causar pneumonia grave, sobretudo nos bebês, idosos e grávidas. Como esse vírus sofre mutações com muita frequência, a vacina necessita que sua composição seja modificada todos os anos e por isso precisa ser repetida anualmente. É constituída por frações do Vírus Influenza inativado. Esse reforço anual deve ser administrado antecedendo o período de maior circulação desse vírus (inverno).

 

 

 

 

-Febre Amarela –

Protege contra a Febre Amarela, doença causada por um vírus que pode infectar o ser humano ao visitar áreas silvestres em algumas regiões do Brasil e do mundo. É uma vacina constituída pelo Vírus da Febre Amarela enfraquecido e é recomendada para habitantes e visitantes dessas regiões. A necessidade de ser repetida a cada dez anos está sendo revisada.

Observação importante: O Pediatra deverá ser consultado sobre possíveis contraindicações das vacinas, inclusive gravidez

CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO ADULTO

VACINA

De 19 a 49 anos

De 50 a  64 anos

Maiores de 64 anos

Dupla (dT)8

1 dose a cada 10 anos

1 dose a cada 10 anos

1 dose a cada 10 anos

HPV9

3 dose mulheres até 26 anos*

-

-

Tríplice Viral5

1 dose*

-

-

Varicela

2 doses*

-

-

Hepatite A

2 doses*

-

-

Hepatite B

3 doses*

-

-

Pneumocócica

-

-

1 dose

Influenza4

-

Dose anual

Dose anual

Meningocócica10

Dose única a partir do 12 anos

 

 

                                                                                                                                 Fonte: http:/portal.saude.gov.br/portal/saúde

*caso não tenha sido imunizado previamente.Influenza- Vacina contra gripe.

  • Tríplice Viral- vacina contra rubéola, sarampo e caxumba

8-    Vacina dupla (dT)- contra difteria e tetáno

  • HPV- Vacina até 26 anos, mulheres
  • Vacina antimeningocócica conjugada quadrivalente

 

: pediatraonline.com.br